Cinco governadores discutem rejeição a referendo revogatório na Bolívia

Cinco governadores de oposição discutem, nesta segunda-feira, na cidade de Tarija (sul), a rejeição ao referendo revogatório dos mandatos das autoridades, convocado para 10 de agosto, na Bolívia, informou o governador da região de Cochabamba, Manfred Reyes Villa.

AFP |

As principais autoridades regionais analisam "rejeitar o referendo revogatório, que é anacrônico à realidade atual", disse Reyes Villa.

Seu colega de Tarija, Mario Cossío, comentou que "o urgente é a necessidade de começar um processo de reencontro e reconciliação nacional".

Os governadores Rubén Costas (Santa Cruz), Leopoldo Fernández (Pando), Ernesto Suárez (Beni), Cossío e Reyes Villa estão reunidos para avaliar os resultados dos referendos nas primeiras quatro regiões que apoiaram os estatutos de governos autônomos, que enfrentam a resistência do presidente Evo Morales.

Os cinco governadores, a mais dura oposição de Evo Morales, preparam-se para divulgar um documento para oficializar uma posição nas próximas horas.

O governo convocou por lei um referendo revogatório de mandatos do presidente, vice-presidente e dos nove governadores (seis deles opositores), com a idéia de minimizar a crise política na Bolívia.

jac/tt/LR

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG