Cinco edifícios ministeriais são alvo da série de atentados em Bagdá

Bagdá, 19 ago (EFE).- Vários dos ataques da série de atentados registrada hoje em Bagdá, na qual morreram pelo menos 75 pessoas e 310 ficaram feridas, tiveram como alvo cinco edifícios ministeriais.

EFE |

Os ministérios atingidos são o de Exteriores, das Finanças, do Meio Ambiente, da Habitação e da Saúde, todos eles situados no centro da capital iraquiana.

A explosão de um caminhão-bomba contra o Ministério de Exteriores, perto da protegida Zona Verde, causou também danos no Parlamento iraquiano, que fica neste local que reúne vários edifícios governamentais e embaixadas.

Outras explosões causaram destruição na Universidade de Al-Mustansiriya, no leste de Bagdá, assim como em edifícios, estabelecimentos comerciais e veículos situados nos bairros do sul, centro e norte da cidade.

Entre os ataques cometidos, houve a explosão de dois caminhões carregados de explosivos e um carro-bomba, o lançamento de bombas e de mísseis Katyusha.

Esta série de atentados, que, segundo alguns analistas, tem a marca da rede terrorista Al Qaeda, é a maior ocorrida em Bagdá desde que as tropas americanas saíram da cidade, em 30 de junho.

Os ataques coincidem também com a viagem do primeiro-ministro iraquiano, Nouri al-Maliki, a Damasco, onde na terça-feira se reuniu com o presidente sírio, Bashar al-Assad, para reforçar a segurança na fronteira comum. EFE nq-mv/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG