Cinco décadas de embargo e restrições dos EUA a Cuba

As relações entre Estados Unidos e Cuba têm sido marcadas nos últimos cinquenta anos pelo embargo comercial, vigente desde 1962, e pelas restrições aos contatos e envios de remessas entre os cubano-americanos e seus familiares na ilha.

AFP |

Estabelecido em fevereiro de 1962 pelo então presidente John F. Kennedy, o embargo tem sido endurecido e suavizado com medidas adicionais por Washington, em função das mudanças de poder, tanto na Casa Branca como no Congresso.

Segundo Cuba, o embargo gerou em quase meio século perdas de cerca de 93 bilhões de dólares.

- Janeiro de 1961 - os Estados Unidos rompem relações diplomáticas e consulares com Cuba e restringem as viagens de seus cidadãos à ilha.

- Março de 1961 - Washington ordena a redução das compras de açúcar da ilha, dias antes da invasão a Playa Girón.

- Fevereiro de 1962 - John F. Kennedy impõe formalmente o embargo comercial.

- Setembro de 1962 - Washington proíbe que embarcações de quaisquer países que façam comércio com Cuba ancorem em portos norte-americanos.

- Fevereiro de 1963: Entram em vigor restrições de viagens de norte-americanos a Cuba, após a crise dos mísseis.

- Julho de 1963 - os Estados Unidos congelam todos os bens de Cuba por meio das medidas para o controle de ativos cubanos.

- Maio de 1966 - o Congresso dos Estados Unidos aprova uma resolução para proibir o embarque de alimentos para países que vendem artigos para Cuba.

- Julho de 1972 - Cuba entra como membro pleno do Conselho de Ajuda Mútua Econômica (CAME), integrado pelos países comunistas.

- Março de 1977: o presidente Jimmy Carter elimina as restrições para viagens a Cuba.

- Setembro de 1977: Carter abre a Seção de Interesses Americanos em Havana.

- Abril de 1982 - O presidente Ronald Reagan restabelece as limitações de viagens a Cuba. As viagens se limitam exclusivamente a pessoas que visitarem parentes próximos e a estadias relacionadas a atividades profissionais ou acadêmicas.

- Dezembro de 1991 - a Assembleia Geral das Nações Unidas condena a manutenção do embargo. A condenação é reiterada a partir de então a cada ano nas sessões desse fórum.

- Outubro de 1992 - o governo de George Bush (pai) aprova a Lei Torricelli para reforçar o embargo.

- Março de 1996 - a lei Helms-Burton é aprovada para intensificar o embargo.

- Maio de 2004 - o presidente George W. Bush anuncia novas disposições para limitar as viagens (uma vez a cada três anos) e remessas monetárias de cubano-americanos à ilha, fortalecer o apoio financeiro à dissidência e aumentar a potência das emissoras de oposição a Fidel Castro que transmitem para Cuba.

- Outubro de 2004 - Cuba anuncia o fim das transações comerciais em dólares devido às políticas dos Estados Unidos contra seus ativos financeiros nessa moeda.

- Dezembro de 2008 - os países da América Latina e do Caribe pedem o fim do embargo. O Grupo do Rio incorpora Cuba como membro.

bur-jz/dm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG