Tamanho do texto

Cinco ativistas pró-tibetanos foram detidos neste domingo pela polícia chinesa quando se manifestavam na Praça de Tiananmen, informou a organização Estudantes para um Tibete Livre.

Padma-Dolma Fielitz, uma tibetana originária da Alemanha, e outro ativista exibiam uma bandeira do Tibete na famosa praça, coração histsórico e político da capital chinesa.

Outros três ativistas tentaram em seguida exibir um cartaz onde se podia ler "Os tibetanos morrem por sua liberdade".

A manifestação durou cinco minutos antes que os cinco fossem detidos pela polícia.

Nestes últimos dias foram realizados em Pequim várias manifestações desse tipo, rapidamente interrompidas pelas forças de segurança. Os estrangeiros que participaram nelas foram expulsos do país.

seb/cn

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.