Cinco americanos detidos no Paquistão quando tentavam entrar em contato com militantes islâmicos deverão ser indiciados por terrorismo e poderão ser condenados à prisão perpétua, anunciou a polícia paquistanesa nesta quinta-feira.

Os cinco homens foram presos em dezembro sob a acusação de tentar estabelecer um contato com organizações ligadas à Al-Qaeda para participar de atividades militantes.

"Nossa investigação está terminada, e vamos pedir à corte que julgue os cinco homens segundo os termos da lei antiterrorista e condene eles à prisão perpétua", declarou à AFP o oficial de polícia Tahir Gujjar.

Leia mais sobre: terrorismo

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.