Haia, 15 out (EFE).- A Corte Internacional de Justiça (CIJ) ordenou hoje que tanto Geórgia quanto Rússia coloquem fim e evitem qualquer ato de discriminação étnica contra qualquer cidadão georgiano nas regiões separatistas da Ossétia do Sul e da Abkházia, além de áreas adjacentes.

Além disso, as duas partes devem "se abster de promover, defender ou apoiar discriminação racial realizada por pessoas ou organizações", e deverão oferecer ajuda humanitária a essas áreas, segundo a resolução da corte.

Com isso, a CIJ aceita ordenar medidas provisórias neste litígio, mas rejeita fazer isso conforme solicitava a Geórgia, que pedia que afetassem somente a Rússia. EFE mr/an

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.