A Igreja da Cientologia está sendo processada na França por uma antiga adepta, que alega ter sido obrigada a gastar mais de 20 mil euros (cerca de R$ 50 mil) em cursos, livros, remédios e outros produtos ligados à igreja. Em 1998, a mulher foi abordada em uma rua de Paris por membros da cientologia, que ofereceram a ela um teste de personalidade gratuito.

Com o tempo, ela alega ter sido ludibriada e levada a gastar uma pequena fortuna em materiais da igreja, incluindo um aparelho que seria capaz de mudar o estado mental do paciente.

Segundo o advogado da mulher, Olivier Morice, o caso deve chegar aos tribunais entre o final deste ano e o início do ano que vem.

Membros da seção francesa da Igreja da Cientologia também são acusados de prescrever remédios de maneira ilegal.

Advogados consultados pela BBC dizem que as acusações podem resultar na proibição da igreja no país.

Problemas na Europa
As acusações são mais um capítulo dos problemas que a igreja fundada em 1954 pelo escritor de ficção científica americano L. Ron Hubbard enfrenta na Europa.

O governo francês se recusa a reconhecer a igreja como uma religião, classificando-a como uma entidade puramente comercial e mantendo-a sob estrita vigilância.

Em 2000, um comitê do governo recomendou a dissolução da igreja na França. A cientologia também sofre forte oposição na Alemanha, onde foi declarada inconstitucional ano passado.

Por outro lado, a igreja teve uma vitória na Espanha, onde conquistou o direito de entrar na lista das religiões reconhecidas oficialmente pelo país.

A cientologia ficou famosa por ter entre seus seguidores nomes como Tom Cruise e John Travolta.

A igreja também ficou conhecida, no entanto, pelas acusações de explorar financeiramente seus adeptos.

A cientologia nega as acusações e diz promover uma religião baseada no conhecimento e no espírito humano.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.