Cientistas testam vacina contra malária usando parasita de mosquito

(embargada até as 1h15 desta quinta-feira, horário de Brasília) Washington, 22 abr (EFE).- A empresa farmacêutica Sanaria anunciou hoje que iniciou a primeira fase de testes nos Estados Unidos de uma vacina contra a malária a partir do uso de uma forma completa, mas enfraquecida, do parasita do mosquito transmissor propagado.

EFE |

Os testes foram autorizados pela agência reguladora de alimentos e remédios dos Estados Unidos (FDA, em inglês) e serão realizados no Centro de Pesquisas Médicas da Marinha e no Centro para o Desenvolvimento de Vacina da Escola de Medicina da Universidade de Maryland, indicou o anúncio.

Sanaria acrescentou que os testes para determinar a segurança e a eficácia da inoculação terão com a participação de 105 voluntários adultos, e espera-se que as vacinações dos primeiros grupos comecem em meados de maio.

"O começo do teste aumenta o espectro das vacinas contra a malária que estão em desenvolvimento clínico", explicou Christian Loucq, diretor da Iniciativa contra a Malária.

A malária é uma doença que se manifesta principalmente em zonas tropicais e é transmitida pelo mosquito Anopheles. EFE ojl/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG