Cientistas sul-coreanos asseguram ter desenvolvido vacina contra gripe

Seul - Uma equipe de cientistas sul-coreanos assegura ter desenvolvido uma vacina contra a gripe suína que poderia ser comercializada em um prazo de quatro meses, informa hoje a agência local Yonhap.

EFE |

  • Saiba mais: tire suas dúvidas sobre a "gripe suína"
  • Problemas para cancelar sua viagem? Conte ao Minha Notícia
  • Saiba quais os sintomas e as recomendações do Ministério da Saúde
  • Subdiretor de uma escola de Nova York morre com gripe
  • A equipe, liderada pelo professor Seo Sang-heui da Faculdade de Veterinária da Universidade Nacional de Chungnam, afirma ter criado na sexta-feira passada uma vacina a partir de uma amostra do vírus oferecida pelo Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC, na sigla em inglês) dos Estados Unidos 11 dias antes.

    A vacina, denominada como CNUK-RG A/CA/4xPR/8(H1N1), é a primeira desenvolvida para o homem contra a gripe suína no mundo, segundo a "Yonhap".

    A equipe sul-coreana se mostrou disposto a oferecê-la de forma gratuita aos laboratórios e à indústria farmacêutica, e disse que assim comunicou à Organização Mundial da Saúde (OMS) e ao CDC.

    Os cientistas consideram que a indústria farmacêutica poderia fabricar essa vacina em um prazo de quatro meses após um teste humano e que seu custo seria de 3,50 euros por pessoa.

    Por outro lado, as autoridades sanitárias sul-coreanas isolaram hoje em um hospital uma cidadã vietnamita que apresentava sintomas similares à gripe suína.

    A mulher, de 22 anos, foi isolada no aeroporto depois de ter chegado este domingo à Coreia do Sul procedente de Seattle (EUA) em trânsito para o Vietnã.

    Apesar do nome, a gripe suína não apresenta risco de infecção por ingestão de carne de porco e derivados.

    Entenda a "gripe suína"

    Leia mais sobre: gripe suína

      Leia tudo sobre: gripe suína

      Notícias Relacionadas


        Mais destaques

        Destaques da home iG