Cientistas revelam que lesão mitocondrial influencia no Alzheimer

Washington, 2 abr (EFE).- Cientistas americanos revelaram hoje que as mudanças causadas na mitocôndria de uma proteína pelo ácido nítrico são um dos fatores que levam ao mal de Alzheimer.

EFE |

Em um estudo publicado na revista "Science", os cientistas do Instituto Burnham de Investigação Médica ressaltaram que se essas mudanças pudessem ser prevenidas, os sintomas da doença seriam neutralizados.

O mal de Alzheimer é uma doença neurodegenerativa sem cura que ataca principalmente as pessoas com idade avançada, e seus primeiros sintomas são a perda de memória e, depois, a demência.

Segundo o estudo, o óxido nítrico ataca a mitocôndria da proteína Drp1 através de uma reação química chamada nitrosilação, que causa a fragmentação celular e lesa o sistema de comunicação neuronal constituído pela sinapse.

"Agora, entendemos melhor o mecanismo que causa a neurodegeneração no mal de Alzheimer", afirmou Stuart Lipton, diretor do Centro Webb de Neurociências, Gerontologia e Pesquisa de Células-tronco.

"Agora que identificamos a Drp1 como a proteína responsável da lesão sináptica, temos uma nova meta para desenvolver os remédios que podem reduzir ou impedir totalmente o avanço do Alzheimer", ressaltou. EFE ojl/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG