Cientistas identificam possível gene da calvície

HONG KONG (Reuters) - Pesquisadores do Japão identificaram um gene que parece determinar a queda cíclica de cabelos em ratos, e acham que isso pode ser responsável pela calvície humana. Em estudo publicado na revista norte-americana Proceedings of the National Academy of Sciences, os cientistas descreveram como geraram uma linhagem de ratos sem o gene Sox21.

Reuters |

"Os ratos começaram a perder pelos do dia pós-natal 11, começando pela cabeça e progredindo para a região do rabo", escreveram. "Entre os dias 20 e 25, esses ratos tinham já perdido todo o pelo corporal, inclusive os bigodes. Curiosamente, o renascimento do novo pelo começou dias depois, mas foi seguido por uma renovada perda de pelos."

A chamada alopecia cíclica continuou por mais de dois anos, e os pesquisadores observaram que os ratos mutantes tinham glândulas sebáceas aumentadas em torno dos folículos pilosos, e uma camada mais grossa de células cutâneas durante o período de perda de pelos.

"O gene deve estar envolvido com a diferenciação das células-tronco que formam a camada externa do cabelo", escreveram os pesquisadores, liderados por Yumiko Saga, da Divisão de Desenvolvimento de Mamíferos do Instituto Nacional de Genética do Japão, em Mishima.

Os cientistas também examinaram amostras de pele humana, onde encontraram sinais do mesmo gene.

"Isso confirma que o Sox21 também se expressa na cutícula do cabelo humano... Esses resultados indicam que o gene Sox21 poderia ser responsável por algumas condições de perda de cabelos em humanos", concluíram os autores.

(Reportagem de Tan Ee Lyn)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG