Cientistas identificam gene relacionado ao mal de Alzheimer

Nova York, 25 jun (EFE).- Um grupo de cientistas americanos e franceses identificou um gene que poderia aumentar os riscos de uma pessoa desenvolver o mal de Alzheimer, informou hoje a revista Cell.

EFE |

O estudo, que será publicado na sexta-feira pelo periódico, indica que o gene pode aumentar em até 45% as chances de surgimento da doença neuro-degenerativa.

Segundo os cientistas, o gene identificado prejudica a capacidade das células cerebrais de absorver cálcio.

Além desse gene, os pesquisadores estudam outros, para, assim, determinar que possíveis riscos eles trazem para aqueles que sofrem da doença, que geralmente se manifesta em idosos com mais de 65 anos.

O Alzheimer é uma doença degenerativa que se caracteriza pela perda maciça de neurônios em determinadas regiões do cérebro e que é muito complexa por sua enorme heterogeneidade genética. EFE emm/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG