Cientistas identificam fator associado a risco de adquirir câncer de bexiga

Barcelona, 3 abr (EFE).- Um grupo internacional de pesquisadores constatou pela primeira vez a relação existente entre os níveis de metilação do DNA e o risco de desenvolver câncer de bexiga.

EFE |

Os dados do estudo, publicado na edição digital de março da revista "The Lancet Oncology", foram apresentados hoje pelo Instituto Municipal de Pesquisa Médica (Imim, em espanhol) de Barcelona, que participa dos estudos internacionais.

Os cientistas afirmam que os níveis de metilação não servirão apenas como fator de risco de adquirir câncer de bexiga, mas provavelmente serão igualmente valiosos na detecção de outros tipos de câncer.

Na Espanha, são diagnosticados cerca de 8 mil novos casos de câncer de bexiga por ano, e 3 mil pessoas morrem em decorrência dessa enfermidade.

Essa é uma doença crônica com sobrevida de cinco anos em 70% dos pacientes, fato que exige um acompanhamento clínico e que reflete na qualidade de vida do paciente.

A pesquisa faz parte do Projeto Epicuro, que desde 2003 visa a melhorar o conhecimento das causas (genéticas e ambientais), prevenção, estabelecimento da previsão e tratamento do câncer de bexiga.

O projeto Epicuro é coordenado na Espanha por Manolis Kogevinas, Núria Malats e Francisco Real.

Segundo Kogevinas, outra conclusão do trabalho foi que "a medida global da hipometilação do DNA no sangue é, sozinha, um fator independente de outros fatores de risco para o câncer, como o consumo de tabaco, apesar de o efeito conjunto dos dois aumentar muito o risco".

A equipe de pesquisadores reuniu dados de 775 pacientes diagnosticados com câncer de bexiga, entre 1998 e 2001, de várias comunidades espanholas e os comparou com dados de uma população controlada de 397 pessoas.

Nos dois grupos, os cientistas obtiveram informações sobre outros fatores de risco associados ao desenvolvimento de câncer, como os hábitos alimentícios e os hábitos prejudiciais (consumo de álcool e de tabaco, principalmente). EFE nac/wr/gs

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG