Cientistas identificam 5 genes relacionados à metástase de tumores de mama

Pamplona (Espanha), 12 jun (EFE).- Cientistas da Universidade de Navarra, na Espanha, identificaram cinco genes ligados à metástase de tumores de mama para o pulmão, segundo informou hoje esse centro de saúde.

EFE |

Esta é a principal descoberta de uma equipe formada por cientistas do Centro de Pesquisa Médica Aplicada (CIMA) e da Clínica Universitária de Navarra.

Na pesquisa, publicada recentemente na revista científica "Oncogene", foi utilizado um tipo de rato transgênico que apresenta uma maior tendência ao desenvolvimento de metástases.

Segundo o médico Alfonso Calvo, pesquisador da área de Oncologia do CIMA, "o aumento do chamado Fator de Crescimento Endotelial Vascular (VEGF) em suas glândulas mamárias ocasionou profundas mudanças na estrutura tumoral, o que permitiu que as células malignas saíssem do tumor e invadissem os pulmões".

Posteriormente, foi analisado o padrão dos genes responsáveis por essa migração do tumor para o pulmão e foi feita uma comparação com mulheres que apresentam tumores de mama afetados por metástase pulmonar. Com isso, foi comprovado que "cinco desses genes eram comuns ao modelo animal e às pacientes com tumores de mama".

Segundo o estudo, "desses cinco genes identificados, o gene da Tenascin-C parece constituir um bom alvo terapêutico para o tratamento do câncer de mama metástico".

De fato, segundo os especialistas, "o bloqueio da expressão desse gene no modelo animal permitiu uma redução significativa, tanto do crescimento dos tumores como da incidência de metástases pulmonares".

Para o oncologista Ignácio Gil, a descoberta fornece "dados chave para o conhecimento do câncer e sua disseminação", ao mesmo tempo em que "identifica novos alvos contra os quais podem ser criados remédios que contribuam para um tratamento mais eficaz desta doença". EFE mg/rb/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG