Cientistas dos EUA desenvolvem tratamento que pode conter câncer

Londres, 16 ago (EFE).- Um tratamento que bloqueia o gene regulador Myc, envolvido na regeneração de tecidos, poderia ser eficiente contra o câncer, segundo uma pesquisa que a revista científica britânica Nature publica hoje.

EFE |

O gene Myc é encontrado em células saudáveis, mas, quando existe um tumor, é comum que haja excesso de informação genética no núcleo dessas.

A partir da constatação dos resultados, os pesquisadores da Universidade da Califórnia, em San Francisco, consideraram um possível alvo na luta contra o câncer.

Para demonstrar sua hipótese, a equipe, liderada por Gérard Evans, utilizou ratos de laboratório nos quais foram induzidos um câncer de pulmão para depois inibir nele a ação desse gene mediante o tratamento.

Assim, os cientistas conseguiram que o tumor fosse atacado tanto nos roedores que estavam nas primeiras fases da doença como naqueles que já se encontravam em estado avançado.

O tratamento inibidor freou o câncer até quando o gene Myc não estava com excesso de informação genética nesses ratos, o que amplia as possibilidades desse tratamento.

Alguns cientista, no entanto, alertaram sobre os efeitos secundários que poderiam ser gerados pelo bloqueio deste gene, que atua na regeneração de tecidos como os da pele e da medula óssea.

A equipe pesquisadora reconhece que os ratos, embora não tivessem apresentado sinais de uma saúde ruim ou de que estavam sofrendo ao receber o tratamento, mostraram uma menor atividade da medula óssea e uma menor produção de glóbulos branco e tiveram anemia.

No entanto, os especialistas asseguram que estes efeitos secundários desapareceram em duas semanas, por isso consideram viável e útil o desenvolvimento de tratamentos que atuem contra este gene. EFE vmg/bm/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG