Cientistas descobrem o menor exoplaneta

LONDRES (Reuters) - Cientistas franceses descobriram o menor planeta já localizado fora do Sistema Solar, um exoplaneta, no jargão científico. Ele tem menos que o dobro do tamanho da Terra e orbita uma estrela semelhante ao Sol. É possível que esse exoplaneta seja rochoso como a Terra, mas por causa da sua temperatura ele estará coberto de lava ou vapor dágua, segundo a Agência Espacial Francesa.

Reuters |

"Esta descoberta é um passo importantíssimo no caminho para a compreensão da formação e evolução do nosso planeta", disse na terça-feira Malcolm Fridlund, da Agência Espacial Europeia, que participa da missão. "Pela primeira vez, detectamos de forma inequívoca um planeta que é 'rochoso' no mesmo sentido que a nossa Terra."

Cerca de 330 exoplanetas já foram localizados na órbita de outras estrelas além do Sol. A maioria são gigantes gasosos, semelhantes a Júpiter e Netuno.

O novo astro, chamado Corot-Exo-7b, é diferente. Próximo da sua estrela, completa uma órbita a cada 20 horas, e a temperatura na superfície varia de 1.000 a 1.500 graus Celsius.

Os astrônomos fizeram a descoberta com um telescópio, quando o planeta passou diante da sua estrela, reduzindo momentaneamente o seu brilho.

Cientistas dizem que essa descoberta é importante porque medidas recentes indicaram a existência de planetas com massas pequenas, mas seus tamanhos continuavam indeterminados até agora.

A maioria dos exoplanetas foi localizada por meio de medições indiretas, geralmente por causa dos seus efeitos sobre os campos gravitacionais das estrelas.

No novo caso, os pesquisadores disseram que conseguiram medir diretamente a superfície do planeta, que pode ser rochoso como a Terra e coberto por lava líquida.

Ele também pode pertencer à classe dos planetas supostamente feitos de água e rocha em quantidades quase iguais, segundo eles.

(Reportagem de Michael Kahn)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG