Conheça o Aedes aegypti e http://drauziovarella.ig.com.br/artigos/dengue_combate.aspsaiba como combater o mosquito Veja http://drauziovarella.ig.com.br/arquivo/arquivo.asp?doe_id=5os sintomas, o diagnóstico e http://drauziovarella.ig.com.br/artigos/quadrodengue.aspo quadro clínico da dengue http://drauziovarella.ig.com.br/artigos/dengue_especial.aspSaiba como agir e o que evitar em caso de suspeita da doença " / Conheça o Aedes aegypti e http://drauziovarella.ig.com.br/artigos/dengue_combate.aspsaiba como combater o mosquito Veja http://drauziovarella.ig.com.br/arquivo/arquivo.asp?doe_id=5os sintomas, o diagnóstico e http://drauziovarella.ig.com.br/artigos/quadrodengue.aspo quadro clínico da dengue http://drauziovarella.ig.com.br/artigos/dengue_especial.aspSaiba como agir e o que evitar em caso de suspeita da doença " /

Cientistas descobrem novos detalhes sobre ação do vírus da dengue

LONDRES - Pesquisadores taiuaneses descobriram que o vírus da dengue seqüestra uma molécula das células imunológicas, o que desencadeia a doença, segundo um estudo publicado, nesta quarta-feira, pela revista científica britânica Nature. http://drauziovarella.ig.com.br/artigos/aedes_aegypti.aspConheça o Aedes aegypti e http://drauziovarella.ig.com.br/artigos/dengue_combate.aspsaiba como combater o mosquito Veja http://drauziovarella.ig.com.br/arquivo/arquivo.asp?doe_id=5os sintomas, o diagnóstico e http://drauziovarella.ig.com.br/artigos/quadrodengue.aspo quadro clínico da dengue http://drauziovarella.ig.com.br/artigos/dengue_especial.aspSaiba como agir e o que evitar em caso de suspeita da doença

EFE |

Cientistas da Universidade Nacional Yang-Ming de Taipé (Taiwan) descobriram que a molécula CLEC5A, presente nas células imunológicas, é o alvo do vírus da dengue.

A ação do vírus sobre esta substância causa uma "liberação em massa" de citoquinas, que são poderosos agentes inflamatórios aos quais os pesquisadores atribuem a inflamação causada pela febre hemorrágica.

A equipe chegou a esta conclusão após utilizar anticorpos para bloquear a interação entre o vírus e a molécula CLEC5A em ratos de laboratório contaminados pela doença.

Isto evitou a inflamação sem prejudicar a resposta imunológica normal à infecção do vírus e permitiu que 50% dos ratos se curassem da doença.

A possibilidade de controlar a inflamação e manter a imunidade contra o vírus abre novos caminhos para o desenvolvimento de remédios que atuem contra doenças deste tipo.

Sintomas da doença

Os sintomas da dengue são febre alta, dor intensa nos músculos e nas articulações e inflamação dos gânglios linfáticos.

O meio de contágio da doença, que atualmente não tem cura nem vacina disponível, são os mosquitos " aedes aegypti " e " aedes albopictus ".

Sua variedade hemorrágica é endêmica no Sudeste Asiático e em áreas do Pacífico Sul, e se encontra particularmente disseminada pelas grandes cidades.

Leia também:

    Leia tudo sobre: dengue

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG