Cientistas descobrem genes que ajudam a frear câncer e esclerose

LONDRES - Cientistas da Universidade de Edimburgo, no Reino Unido, descobriram os componentes genéticos que podem ter um papel de destaque na hora de desacelerar ou deter doenças como o câncer e a esclerose múltipla.

EFE |

Os pesquisadores, dirigidos pelo professor David Hume, publicaram o estudo na revista "Nature Genetics" e destacaram que isso pode dar origem a novos tratamentos médicos contra as doenças relacionadas ao sistema imunológico.

Até agora, os cientistas achavam que um grupo seleto de "genes mestres", como chamam os pesquisadores, controlava o crescimento das células que causavam os problemas.

O trabalho completa a teoria afirmando que há centenas de genes que interagem na geração destas doenças, em processo com infinitas variações que fazem com que a aparição e as causas das mesmas sejam diferentes de indivíduo para indivíduo.

Os pesquisadores esperam que a identificação dos "pontos fracos" na estrutura genética dos indivíduos ajude a criar mecanismos médicos que permitam interromper o crescimento de tumores em benefício do crescimento das células saudáveis. 

    Leia tudo sobre: genes

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG