Cientistas descobrem 56 novas espécies animais e vegetais na Papua Nova Guiné

Aranhas saltadoras, uma rã gorjeadora anã e um lagarto geco estão entre as 56 novas espécies descobertas em uma expedição na Papua Nova Guiné, organizada pelo grupo de defesa do meio ambiente Conservation International.

AFP |

A empreitada, que durou dois meses, foi realizada em 2008 por cientistas britânicos, canadenses e papuásios e catalogou cerca de 600 espécies, segundo a Conservation International (CI). Entre elas, 50 espécies de aranhas, duas de plantas, três de rãs e um elegante lagarto geco listrado que, acredita-se, são desconhecidos para a ciência.

Uma das três rãs, batizada de Oreophryne, é muito pequena, de cor marrom, e emite um som agudo, que lembra um pio de ave. Outra, denominada Nyctimystes, é verde brilhante, com enormes olhos, e a terceira (Litoria) emite um som muito grave.

O geco (cyrtodactylus) foi a única espécie deste novo tipo de lagarto encontrada na expedição.

"A vasta região montanhosa de Kaijende e os vales vizinhos são uma das maiores regiões selvagens da Papua Nova Guiné, e é totalmente ocupada por líderes de clãs locais. Estas florestas são essenciais para seu modo de vida tradicional", explicou Steve Richards, cientista da CI.

js/ap

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG