Cientistas conseguem células sanguíneas a partir de células-tronco embrionárias

A empresa americana Advanced Cell Technology (ACT) anunciou que é possível cultivar células sanguíneas em grande quantidade a partir de células-tronco embrionárias, um avanço que deve abrir caminho para a produção ilimitada de sangue humano.

AFP |

Os pesquisadores conseguiram mostrar pela primeira vez que as células sanguíneas derivadas de células-troncos embrionárias têm a mesma capacidade de transportar oxígenio que as outras células dos glôbulos vermelhos, afirmaram os autores deste trabalho.

Estas células sanguíneas derivadas respondem às mudanças bioquímicas do corpo com uma eficácia fisiológica normal, transportando o oxigênio ao conjunto dos tecidos corporais, destacaram.

A célula-tronco é fonte de novas células e tecidos do organismo que se renovam quando estas últimas morrem. As células-mães embrionárias são as que oferecem um maior potencial porque podem se transformar em qualquer tecido e célula do organismo.

"As células-tronco embrionárias representam uma nova fonte de células sanguíneas que podem ser criadas e reproduzidas indefinidamente, brindando uma fonte potencialmente inesgotável de glóbulos vermelhos para transfusões humanas", destacou em um comunicado o doutor Robert Lanza, responsável científico do ACT e principal autor da pesquisa.

"Atualmente podemos gerar até 100 bilhões de células de glóbulos vermelhos a partir de um cultivo de seis células-mães", afirmou, observando que "os limites nas quantidades de sangue disponíveis para transfusões podem colocar em risco pacientes com hemorragias importantes".

O trabalho, realizado em colaboração com pesquisadores da Clínica Mayo e a Universidade de Illinois (norte), foi divulgado na versão on-line da revista americana Blood, principal publicação nesta área de pesquisa.

js/lm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG