Cientistas alertam que os países asiáticos podem enfrentar falta de alimentos crônica e provavelmente conflitos sociais se não melhorarem a administração dos recursos hídricos para lidar com o aumento populacional. Especialistas em água reunidos em uma conferência financiada pela Organização das Nações Unidas na Suécia afirmaram que os governos precisam investir na eficiência do uso da água para cobrir um aumento na demanda por alimentos até 2050.

Estimativas sugerem que a população da Ásia vai aumentar em cerca de 1,5 bilhões de pessoas nos próximos 40 anos, aumentando também a demanda por alimentos.

As previsões foram publicadas nesta segunda-feira em um relatório conjunto do IWMI e da Organização de Alimentos e Agricultura da ONU.

Investimento
Segundo os cientistas, países do sul e do leste asiático precisam gastar milhões para melhorar os sistemas antiquados de irrigação e reduzir a dependência de alimentos importados.

De acordo com o diretor do Instituto Internacional de Administração da Água (IWMI, na sigla em inglês) , Colin Chartes, depender das importações para cobrir a demanda pode ser insustentável para países em desenvolvimento.

"A solução é intensificar os métodos de irrigação e modernizar sistemas antigos construídos nas décadas de 70 e 80", afirmou Chartes, ressaltando que a mudança precisaria de bilhões de dólares em investimentos.

Os cientistas alertam que as previsões sobre a necessidade de melhorar o uso da água não levam em consideração o possível impacto do aquecimento global nos recursos hídricos da região.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.