Cientistas afirmam que ver TV duplica chance de ter asma

(embargada até as 21h01 desta segunda, horário de Brasília) Londres, 2 mar (EFE).- As crianças que passam mais de duas horas por dia sentadas em frente à televisão têm duas vezes mais possibilidades de desenvolver asma, segundo um estudo publicado hoje no British Medical Journal (BMJ).

EFE |

Para fazer a pesquisa, especialistas da universidade de Glasgow acompanharam três mil crianças desde o nascimento e até completarem 11 anos e meio.

O trabalho faz parte de um projeto mais amplo, conhecido como Estudo Longitudinal Avon de Pais e Filhos (ALSPAC, em inglês) ou "Crianças dos anos 90", no qual se inscreveram 14 mil grávidas do Reino Unido em 1991 e 1992, e que faz o acompanhamento destas famílias desde então.

A quantidade de tempo gasto pelas crianças em frente ao televisor foi usado como evidência de um estilo de vida sedentário, embora os autores da pesquisa tenham explicado que os efeitos de computadores e videogames na saúde infantil não foram estudados, por não serem frequentes em meados dos anos 90.

As conclusões deste estudo se baseiam nas respostas dos pais sobre os hábitos televisivos dos filhos desde que fizeram três anos e meio, e foram comparadas posteriormente entre as que tiveram problemas respiratórios e as que não.

A pesquisa destaca que cerca de 6% das crianças que participaram deste estudo desenvolveram asma entre os três anos e meio e os 11 anos e meio, enquanto a taxa se situou em quase 12% no caso das que passaram mais de duas horas sentadas em frente à televisão.

Os resultados da pesquisa sugerem que os problemas respiratórios nas crianças estão relacionados com hábitos sedentários, provocando mudanças no desenvolvimento dos pulmões. EFE otp/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG