Cientista nuclear iraniano deserta para os EUA, diz TV

WASHINGTON (Reuters) - Um cientista nuclear iraniano desaparecido desde junho desertou para os Estados Unidos e está ajudando a CIA, a agência de inteligência norte-americana, informou a rede de televisão ABC nesta terça-feira. Citando fontes não identificadas que comentaram sobre a deserção, a rede disse que Shahram Amiri, um físico nuclear com cerca de 30 anos, desertou como parte de uma longa operação que o retirou do Irã e o abrigou nos Estados Unidos.

Reuters |

Uma porta-voz da CIA se negou a comentar a informação.

Amiri, um pesquisador universitário que trabalhava na Organização Iraniana de Energia Atômica, desapareceu durante uma peregrinação a Meca em junho, três meses antes de o Irã revelar a existência de uma segunda instalação para enriquecimento de urânio, perto da cidade de Qom.

Em dezembro, Teerã acusou a Arábia Saudita de entregar Amiri aos Estados Unidos.

A ABC informou que Amiri foi interrogado exaustivamente desde sua deserção e que ele ajudou a confirmar informações de inteligência dos EUA sobre o programa nuclear iraniano.

(Reportagem de Deborah Charles)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG