Cientista de célula-tronco dos EUA é o mais relevante--pesquisa

Por Maggie Fox WASHINGTON (Reuters) - Rudolf Jaenisch, cujo laboratório de células-tronco no MIT (Instituto de Tecnologia de Massachusetts) supera repetidamente barreiras nesse campo, é o pesquisador mais relevante do mundo, segundo pesquisa da Thomson Reuters.

Reuters |

A lista anual do Science Watch, da Thomson Reuters, também inclui quatro especialistas em genoma do MIT e do Instituto Broad da Universidade Harvard -- Mark Daly, David Altshuler, Paul I.W. de Bakker e Eric Lander.

O bioestatístico Gonçalo Abecasis, da Universidade de Michigan, que trabalha com a equipe do Broad, também aparece na lista dos 12 pesquisadores mais relevantes, junto com os professores de materiais Andre Geim e Konstantin Novoselov, da Universidade de Manchester, que descobriram o grafeno, forma bidimensional do carbono, e que também trabalharam em um novo adesivo conhecido informalmente como "fita lagartixa".

Shizuo Akira, da Universidade de Osaka, escolhido pela Thomson Reuters como pesquisador mais relevante em 2005 e 06, também aparece na nova lista por seu trabalho com receptores tipo pedágio - que são portões moleculares às células imunológicas.

Carlo Croce, da Universidade Estadual de Ohio, aparece por seus estudos sobre a genética do câncer; o físico Mikhail Katsnelson, da Universidade Radboud, de Nijmegen (Holanda), por seu trabalho sobre a matéria condensada; e o cientista da computação Ji-Huan He, da Universidade Donghua, Xangai, por descobrir como subdividir problemas complexos.

"Nossa busca anual por pesquisadores que tenham sido autores de múltiplos 'hot papers' (estudos de grande repercussão) nos permite reconhecer aqueles que estão liderando o pensamento científico", disse Christopher King, editor da Science Watch, que usa o banco de dados chamado Web of Science para ver quais são os estudos recentes que estão sendo mais citados por outros pesquisadores - o que é um sinal de relevância.

"Muita gente que aparece na lista do Chris King na última década são pessoas em quem eu colocaria dinheiro (numa aposta) a respeito de eventualmente ganhar o Prêmio Nobel", disse por telefone David Pendelbury, da Thomson Reuters, que prepara uma lista anual de previsões sobre os ganhadores do Nobel.

Ele explicou que os "hot papers" são estudos publicados nos últimos dois anos e que logo de cara já são muito citados em outros trabalhos. Jaenisch é autor de 14 dos trabalhos mais citados, graças ao seu trabalho com células-tronco embrionárias e células-tronco pluripotentes induzidas, obtidas a partir da pele. O trabalho do cientista busca formas de usar as células-tronco no combate a doenças como mal de Parkinson e anemia falciforme, entre outras.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG