Cientista alemão morre após queda de avião no Chile

Santiago do Chile, 7 abr (EFE).- O cientista alemão Jens Wendt, de 43 anos, morreu em um acidente aéreo na noite desta segunda-feira perto da cidade de Valdivia, no sul do Chile.

EFE |

O acidente ocorreu às 19h30 locais (20h30 de Brasília), quando o avião Piper Cessna Seneca II, em que viajava com mais duas pessoas, caiu sobre uma área rochosa junto a uma praia próxima a Valdivia.

Wendt, que trabalhava no Centro de Estudos Científicos do Sul, com sede em Valdivia, a 835 quilômetros de Santiago, retornava de um voo de pesquisa sobre os montes nevados de Chillán, cerca de 400 quilômetros ao norte dessa cidade.

A causa da morte do cientista ainda está sendo investigada, mas o piloto, Lautaro Medina, disse que Wendt sofreu uma parada cardíaca devido ao acidente e morreu antes que chegassem as patrulhas de resgate.

O terceiro ocupante do avião, José García Hein, sofreu algumas fraturas e foi levado, junto com o piloto, ao hospital de Valdivia, onde hoje se informou que ambos estão fora de perigo.

O grupo tinha viajado para Chillán para uma medição de geleiras com um equipamento a laser criado por Jens Wendt, que trabalhava com a mulher dele no centro de estudos. EFE ns/jp .

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG