Cielo chora durante execução do hino brasileiro em Pequim

Pequim, 16 ago (EFE).- O nadador César Cielo não conteve as lágrimas durante a execução do hino nacional brasileiro no pódio do Cubo Aquático de Pequim.

EFE |

Cielo já havia sido aplaudido pelo público e tinha recebido a medalha de ouro conquistada nos 50 metros nado livre.

Ao descer do pódio, integrantes da equipe brasileira de natação comemoraram muito a conquista inédita junto com o nadador.

Isso porque, além de garantir o primeiro ouro da natação brasileira na história dos Jogos Olímpicos, Cielo cravou mais uma vez o recorde olímpico na prova, com um tempo de 21s30.

A medalha de prata ficou com o francês Amaury Leveaux, com tempo de 21s45. O bronze acabou nas mãos do também francês Alain Bernard, que terminou a prova em 21s49.

Antes da competição, o brasileiro afirmou que entraria na piscina para fazer "a prova perfeita" na final dos 50m livre.

Cielo também deixará Pequim com a medalha de bronze nos 100m livre, com um tempo de 47s67.

O brasileiro ganhou três ouros e uma prata nos Jogos Pan-Americanos do Rio de Janeiro, no ano passado.

Ele venceu nos 50m livre, 100m livre e no revezamento 4x100m livre na ocasião, ficando em segundo no revezamento 4x100m medley.

Com 21 anos, Cielo, que foi o primeiro a vencer a barreira dos 22s nos 50m livre, estuda e treina em Auburn, nos Estados Unidos.

EFE fr/rd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG