CIDH condena expulsão da Venezuela de membros da HRW

Washington, 22 set (EFE).- A Comissão Interamericana de Direitos Humanos (CIDH) condenou hoje a expulsão da Venezuela de dois diretores da ONG Human Rights Watch (HRW).

EFE |

"O ato afeta o direito à liberdade de expressão dos representantes da dita organização e é uma amostra de intolerância perante expressões críticas que são essenciais para a democracia", afirmou a CIDH em comunicado.

A CIDH ressalta que tanto a organização de direitos humanos HRW como seus diretores para a América Latina "contam com uma reconhecida trajetória na defesa de direitos humanos e desempenharam um importante papel na promoção e proteção destes direitos na região".

A comissão, em seu relatório sobre a situação das defensoras e defensores de direitos humanos na América Latina, reconheceu o papel "fundamental que estas pessoas desempenham na sociedade para a garantia e salvaguarda da democracia e do Estado de direito".

Por isso, a CIDH diz que fez uma chamada às autoridades venezuelanas para que "respeitem o trabalho dos defensores de direitos humanos e sua liberdade de expressão".

José Miguel Vivanco, diretor-executivo para a América Latina da HRW, e o subdiretor Daniel Wilkinson foram expulsos da Venezuela horas após terem apresentado em Caracas um relatório sobre a situação dos direitos humanos no país com críticas à administração de Hugo Chávez. EFE elv/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG