Cidade preferida de Hitler vira capital européia da cultura

A cidade de Linz, na Áustria, conhecida por ter sido uma das preferidas de Adolf Hitler, é uma das capitais culturais da Europa neste ano. Ao lado de Vilnius, na Lituânia, Linz foi escolhida pela União Européia para receber o título, concedido no ano passado à cidade de Liverpool, na Inglaterra.

BBC Brasil |

Para os moradores, o status de Capital da Cultura é uma chance de mudar a imagem negativa do passado, associada à figura de Hitler.

Apesar do título, Linz, a terceira maior cidade do país, não era conhecida por seu aspecto cultural. A concessão do status de capital européia da cultura, no entanto, já começou a mudar essa realidade.

Para celebrar o título, diversos eventos culturais já foram realizados neste mês na cidade. Além disso, cerca de 200 apresentações e projetos culturais estão agendados para marcar o ano cultural em Linz.

Hitler
O nome da cidade é frequentemente ligado ao ditador nazista Adolf Hitler, que nasceu em uma área próxima da cidade, freqüentou escolas em Linz e pretendia passar sua velhice no local. Ele chegou a dizer que Linz era sua cidade preferida.

Depois de tomar o poder na Alemanha e anexar a Áustria, Hitler cuidou da cidade e instalou ali um grande complexo industrial. O ditador tinha intenção de construir museus e galerias na cidade, o que acabou não ocorrendo.

O passado nazista é um dos temas dos eventos planejados para este ano na cidade. Uma exposição intitulada Capital Cultural do Führer, por exemplo, vai retratar a época do nazismo na cidade.

Arte
Entre os pontos altos do ano cultural em Linz estão uma exposição de arte digital, um festival de teatro nas ruas, leituras públicas e um projeto de dança com crianças.

Além disso, uma exposição intitulada O melhor da Áustria já está em cartaz e reúne as três obras de artes mais conhecidas de cada museu austríaco de renome.

Vários prédios e monumentos foram construídos especialmente para comemorar o título de Capital Cultural, entre eles a nova sede da mostra de arte digital Ars Electronica.

Linz é considerada uma cidade jovem e não conta com o grande acervo de prédios e monumentos barrocos de outras metrópoles austríacas como Viena e Salzburg.

Mesmo assim, a cidade, às margens do Danúbio, conta com atrações como o renomado Museu Lentos, o castelo da cidade e o centro reformado, com casas antigas.

Segundo o prefeito, com o título de Capital Cultural da Europa, Linz espera finalmente espantar as sombras do passado e se apresentar aos turistas como uma cidade "dinâmica e atraente".

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG