Autoridades locais da cidade de Mumbai, no oeste da Índia, estão borrifando perfume em depósitos de lixo da cidade numa tentativa de reduzir o cheiro pútrido que emana dos lixões. O governo iniciou o tratamento há seis meses, depois que residentes das regiões próximas dos depósitos de Deonar e Mulund fizeram protestos reclamando do fedor.

O perfume, à base de ervas, é diluído em água e pulverizado sobre os depósitos quase todos os dias. O tratamento usa 42 mil litros do líquido a cada seis ou oito meses e custa US$ 114 mil (R$ 184 mil) por período.

Segundo os moradores, o perfume diminuiu o mau cheiro dos lixões. No entanto, os ambientalistas afirmam que a solução encontrada pelo governo não é sustentável.

"Perfumar o lixo ajudou, os moradores estão reclamando menos. Vamos continuar o tratamento até encontrarmos uma solução de longo prazo", disse o engenheiro municipal A Karim.

Reciclagem
A população de Mumbai é de cerca de 18 milhões de pessoas e a cidade gera 8,5 mil toneladas cúbicas de lixo todos os dias. Cerca de 500 mil pessoas moram próximas de depósitos de lixo.

O cheiro nas proximidades dos depósitos é forte, pois o lixo não é separado. Crianças e mendigos vasculham os resíduos procurando por produtos recicláveis.

Além disso, os depósitos de lixo das cidades da Índia são geralmente a céu aberto, o que acarreta riscos para a saúde.

George Kurien mora perto de um dos depósitos e afirmou que fez várias petições para que as autoridades tratassem o lixo.

"Separar o lixo é a solução para reduzir o fedor", disse.

Os métodos usados para coleta e tratamento do lixo permanecem antiquados em muitas cidades da Índia - grande parte do lixo é simplesmente jogada em terrenos baldios, sem tratamento adequado.

Uma das cidades que mais cresce no país, Gurgaon, localizada ao norte do estado de Haryana, não possui nenhum depósito e os resíduos são espalhados por todo o lugar.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.