Cidade chilena pede militares nas ruas para conter saques

Santiago do Chile, 28 fev (EFE).- A prefeita de Concepción, Jacqueline Van Rysselberghe, exigiu hoje ao Governo do Chile que envie militares para restabelecer a ordem na cidade, uma das mais atingidas pelo terremoto de sábado e que começa a enfrentar saques nas ruas.

EFE |

"São necessários militares nas ruas, porque há um caos", afirmou a prefeita a uma rádio local.

Hoje houve enfrentamentos entre a Polícia e moradores da cidade que saqueavam um supermercado. A confusão começou perante as queixas de que não houve uma divisão adequada de alimentos. Alguns aproveitaram a situação de caos para roubar artigos eletrônicos como geladeiras e televisões.

"Queremos que se restitua a ordem, o povo decente quer segurança", acrescentou.

A Prefeita explicou que desde o terremoto, que matou mais de 300 pessoas e causou grande destruição no centro e no sul do Chile, foi organizada a distribuição de água e outras ajudas, e atribuiu ao Governo central a responsabilidade de não contar com mais recursos.

Ela insistiu, ao mesmo tempo, que "nada justifica o vandalismo" e assinalou que a cidade e a região sofreram anteriormente outras catástrofes "e ninguém saiu para saquear". EFE ns/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG