CICV diz ao Governo da Colômbia onde Farc libertará reféns

Bogotá, 30 jan (EFE).- O Comitê Internacional da Cruz Vermelha (CICV) entregou hoje ao Governo colombiano as coordenadas do local onde, no próximo domingo, serão libertados três policiais e um militar pela Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc), confirmaram hoje fontes oficiais.

EFE |

O ministro da Defesa, Juan Manuel Santos, se reuniu nesta sexta-feira em seu escritório com o chefe da delegação do CICV na Colômbia, Christophe Beney, e se comprometeu a retirar as tropas temporariamente para permitir a entrada da missão humanitária que sai amanhã do Brasil.

"Todos os detalhes já foram estipulados entre o CICV, o Ministério da Defesa e os comandantes" militares, disse o ministro.

Santos assegurou que a cessação de operações militares vai vigorar por 36 horas em uma ampla área do departamento (estado) colombiano de Caquetá e os libertados serão levados à cidade de Villavicencio, ao leste de Bogotá.

O ministro confirmou que amanhã entrarão os helicópteros brasileiros não armados em território colombiano e no domingo acontecerá a primeira entrega de reféns das Farc.

"Esse é o cronograma que acordamos, já foi definida a área do primeiro caso, amanhã definiremos a área do segundo caso e na segunda-feira definiremos a área do terceiro caso", afirmou Santos.

Segundo ele, na libertação dos seis reféns das Farc será usado o mesmo procedimento do ano passado, quando foi conseguida a soltura de outros seis sequestrados.

A operação, que no total dará a liberdade a dois políticos, três policiais e um militar colombianos, começou hoje com a partida de uma missão humanitária para o Brasil, de onde sairão os helicópteros que serão usados para receber os reféns na floresta da Colômbia.

O grupo de libertados é formado pelo ex-governador Alan Jara, sequestrado em 2001; o ex-deputado regional de Valle del Cauca Sigifredo López, retido desde 2002; e quatro soldados, cujos nomes não foram divulgados. EFE fer/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG