Tamanho do texto

Uma pesquisa da Universidade de Minnesota, nos Estados Unidos, sugere que as mulheres que tentam parar de fumar nas duas semanas que antecedem a ovulação têm mais risco de fracassar. Os pesquisadores acompanharam um grupo de mais de 200 mulheres.

Metade delas tentou parar de fumar nas duas semanas anteriores à ovulação, e a outra metade, nas duas semanas seguintes.

Depois de 30 dias, 86% das mulheres que tentaram parar de fumar no período antes da ovulação tinham falhado e fumado pelo menos um cigarro.

No grupo das mulheres que tentaram parar de fumar na fase seguinte, apenas 66% falharam.

Hormônios

Cada um dos períodos é marcado por diferenças nos hormônios produzidos pelo corpo.

A ligação entre épocas diferentes do ciclo menstrual e o humor da mulher já eram conhecidas, e também há pesquisas mostrando que mulheres fumantes tendem a fumar ainda mais em alguns momentos do mês.

Mas os cientistas não conseguiram determinar definir a origem das diferenças em relação à tentativa de largar o cigarro.

Uma hipótese é que a diferença entre os hormônios presentes no corpo da mulher, ligada às diferentes fases do ciclo menstrual, pode afetar a gravidade dos sintomas gerados pela abstinência de nicotina.

Segundo os pesquisadores os hormônios podem até ter um papel na velocidade pela qual a nicotina é removida da corrente sangüínea.

As conclusões da pesquisa foram publicadas na revista especializada Addiction.

Leia mais sobre: cigarro

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.