A CIA destruiu 92 gravações em vídeo de interrogatórios antiterroristas, revelou nesta segunda-feira o procurador do governo americano, Lev Dassin, em carta dirigida ao juiz Alvin Hellerstein, encarregado do caso.

No documento, datado de 2 de março, assinala: "pode-se, agora, identificar o número de fitas destruídas". E essa cifra chega a "92", acrescenta.

dab/lum/sd

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.