Chuvas obrigam 70.000 pessoas a abandonar casas na China

Um total de 70.000 pessoas começaram a ser retiradas no domingo da área afetada pelo terremoto no sudoeste da China, que no momento sofre com as fortes chuvas.

AFP |

O governo decidiu pela evacuação dos moradores, que haviam se refugiado em Wenchuan depois do terremoto de 12 de maio, pelo temor de avalanches na região montanhosa, informa o jornal Beijing News.

"Wenchuan já entrou na estação das chuvas e as águas vão fragilizar ainda mais as motanhas, tornando a situação ainda mais instável", acrescenta.

A AFP não conseguiu contactar as autoridades locais para confirmar a notícia.

Wenchuan fica no epicentro do terremoto que destruiu várias áreas da província de Sichuan, com um saldo de mais de 80.000 mortos e desaparecidos, e quase cinco milhões de desabrigados.

A cidade foi arrasada pelo tremor. Para auxiliar os habitantes, o governo teve que utilizar helicópteros, já que as estradas cercadas por montanhas ficaram impraticáveis.

A previsão da meteorologia é de mais chuvas para os próximos três dias na região.

sai/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG