Chuvas já deixaram mais de 90 mortos na Colômbia

País sofre desde o início do ano com fortes chuvas, que deixaram 24 dos 32 estados colombianos em atenção

EFE |

Com a morte de uma criança de cinco anos e de um adolescente de 12, subiu para 93 o número de vítimas pelas chuvas que atingem a Colômbia. Os menores, que eram primos, estavam em uma casa de dois andares da zona rural de Barbosa, no noroeste do país, que ficou soterrada. "O deslizamento teve grandes proporções e fez com que a casa ficasse soterrada", disse à Agência EFE o diretor do Comitê Local de Prevenção e Atenção a Desastres (Clopad) de Barbosa. Entre as pessoas na casa, estavam os dois menores que "infelizmente morreram", acrescentou.

AFP
Pessoas em rua inundada em Cali, no estado de Valle del Cauca, na Colômbia
Com essas mortes em Barbosa subiu para 93 o número de mortos desde o início do ano na Colômbia por consequencias das chuvas, disseram à EFE porta-vozes da Cruz Vermelha Colombiana (CRC). O órgão acrescentou que esta temporada de chuvas, que é a primeira das duas anuais na Colômbia, também deixou 52 feridos, 12 desaparecidos e 130.280 desabrigados. As situações de emergência foram registradas em 24 dos 32 estados do país, afetado pela influência do "La Niña", fenômeno meteorológico que também foi registrado no país em 2010.

O efeito foi um aumento histórico nas precipitações, com consequências como inundações e deslizamentos de terras, que deixaram pelo menos 414 mortos, 482 feridos e 74 desaparecidos, segundo um relatório parcial da direção de risco do Ministério do Interior e de Justiça divulgado nesta sexta-feira em Bogotá. A avaliação, que abrange o período entre 6 de abril de 2010 e 19 de abril de 2011, revela, além disso, que as temporadas de chuvas deixaram mais de 2,98 milhões de desabrigados em 1.018 dos 1.120 municípios colombianos.

    Leia tudo sobre: colômbiachuvas

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG