Chuvas e deslizamentos deixam nove mortos nas Filipinas

Entre as vítimas estão oito crianças; mais de 1,3 mil moradores de província buscaram abrigo em um ginásio e escolas

iG São Paulo |

Deslizamentos de terras e enchentes causadas por chuvas que afetam desde a semana passada o leste e o sul das Filipinas deixaram pelo menos nove mortos, sendo oito deles crianças, informaram nesta segunda-feira fontes oficiais.

As vítimas incluem um bebê de um ano e sua irmã de 5 anos que ficaram sob a terra após um deslizamento no domingo na favela de St. Bernard, na Província de Leyte, a 675 quilômetros ao sudeste de Manila, informou o Conselho para a Gestão de Desastres em um comunicado.

Mais de 1,3 mil moradores locais buscaram abrigo em um ginásio e escolas depois do deslizamento no domingo, disse o prefeito Rico Rentuza. A cidade em Leyte teve um dos piores desastres nas Filipinas em 2006, quando um deslizamento enterrou totalmente a vila de Guinsaugon com mais de 1 mil pessoas.

O corpo de um menino de 3 anos, vizinho das irmãs, foi encontrado na manhã desta segunda-feira, disse Angel Gaviola, o diretor de defesa civil regional. Além dele, uma menina de 10 anos e um garoto de 11 anos se afogaram em outras duas cidades de Leyte, disse Gaviola.

No sul das Filipinas, uma mulher de 60 anos foi morta em um deslizamento. Seu corpo foi encontrado nesta segunda-feira depois que sua casa foi soterrada na área de mineração de ouro de Mt. Diwalwal no domingo.

Em Albay, na península de Bícol, foi encontrado no domingo o corpo de uma jovem que desaparecera na sexta-feira após ser arrastada pela corrente de um rio, indicou a mesma agência governamental.

As inundações já haviam causado na sexta-feira a morte de outras duas pessoas nessa mesma zona da ilha de Luzon, onde cerca de 62 mil pessoas tiveram de buscar refúgio em abrigos para pessoas retiradas de áreas de risco, embora algumas já estejam voltando a suas casas enquanto as chuvas diminuem.

Nas ilhas de Leyte e Samar, em torno de mil famílias precisaram abandonar suas casas, enquanto o Exército se mobilizou para realizar trabalhos de resgate e limpeza em estradas.

Os temporais também afetaram a ilha de Mindanao, no sul do arquipélago, onde 2 mil pessoas foram retiradas, embora não tenha sido registrada nenhuma vítima.

*Com EFE e AP

    Leia tudo sobre: filipinasenchenteschuvasdeslizamentos de terra

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG