Chuvas deixam pelo menos 7 mil desabrigados em estado venezuelano

Caracas, 8 dez (EFE).- Mais de 7 mil pessoas ficaram desabrigadas por causa das chuvas que inundaram grande parte do estado venezuelano de Nueva Esparta, do qual faz parte a turística Isla Margarita, informou hoje o diretor de Defesa Civil, Luis Díaz.

EFE |

"A solidariedade popular foi bastante efetiva, quanto a água e alimentos, mas temos um déficit de colchonetes, porque há cerca de 7 mil pessoas desabrigadas que perderam todos seus móveis e utensílios", disse o funcionário do organismo estatal.

As autoridades regionais de Nueva Esparta declararam emergência no domingo, após 20 horas de chuvas ininterruptas que fizeram transbordar rios, determinaram que 75% da ilha está inundada.

"Apesar da quantidade de chuva que caiu, não houve nenhuma pessoa machucada, nenhuma falecida, graças às medidas preventivas" adotadas pelas autoridades e cumpridas pela população, destacou Díaz, em declarações telefônicas à emissora "VTV" da televisão estatal.

Embora tenha afirmado que as condições meteorológicas "melhoraram notavelmente de ontem a hoje" em Isla Margarita, Díaz lamentou que o céu encoberto e algumas precipitações em Caracas e arredores impediram hoje a decolagem de helicópteros com ajuda para os desabrigados da ilha.

No mês passado, houve fortes chuvas em grande parte da Venezuela que deixaram um saldo de 14 mortos, dez deles só em 20 de novembro em Caracas e arredores. EFE ar/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG