Até o momento não há registro de vítimas fatais

Ao menos 16 mil pessoas foram expulsas de suas casas no leste de Burkina Fasso devido às inundações causadas pelas chuvas torrenciais em 33 aldeias do município de Manni, informou a emissora estatal "Rádio Nacional de Burkina".

Segundo disse à rádio uma autoridade local de Manni, 3 mil imóveis ficaram destruídos. Até o momento, no entanto, não há registro de vítimas fatais.

Muitos desabrigados fugiram em direção às partes altas do município à procura de refúgio em escolas, explicou o político. "A situação é grave porque as águas seguem subindo", ressaltou a autoridade.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.