Chuva forte mata pelo menos 11 na Argélia

Argel, 27 out (EFE).- Pelo menos 11 pessoas morreram nas últimas 48 horas por causa das fortes chuvas que castigaram várias províncias do oeste e do sudoeste da Argélia, informaram hoje fontes de Defesa Civil.

EFE |

Quatro pessoas morreram em Tiaret, duas em Mascasse e outras duas em Saida, todas elas províncias do oeste do país, enquanto outra morte foi registrada na província de Naama, no sudoeste.

No sábado, outras duas pessoas morreram na província ocidental de Tlemcen, entre elas uma mulher de 50 anos.

As chuvas torrenciais provocaram o transbordamento de rios e a inundação de diversas casas.

Muitas estradas ficaram bloqueadas e algumas localidades totalmente isoladas.

Segundo a rádio argelina, a província de Bechar, no sudoeste, ficou incomunicável com o resto do país, após o transbordamento de todos os rios da região.

Desde setembro, mais de 80 pessoas morreram e milhares de famílias ficaram sem casa por causa das fortes precipitações registradas na Argélia.

Em Ghardaia -cidade patrimônio da humanidade, na entrada do deserto do Saara- 43 pessoas morreram e 86 ficaram feridas pelas chuvas no início de outono, que provocaram danos materiais estimados em cerca de 250 milhões de euros.

O escritório argelino de meteorologia alertou a previsão de chuvas torrenciais e ventos de até 90 km/h até quinta-feira em 11 províncias do país. EFE sk-jg/jp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG