Chuquisaca se soma à oposição autonomista de Evo Morales

Sucre (Bolívia), 29 jun (EFE).- O departamento (estado) boliviano de Chuquisaca uniu-se hoje ao bloco autonomista e opositor ao presidente Evo Morales com a vitória da camponesa indígena de etnia quíchua Savina Cuéllar como nova governadora, segundo apontam as pesquisas de boca-de-urna.

EFE |

A governadora eleita se dispõe a preparar um referendo autonomista previsto para ser realizado no próximo "setembro ou outubro", segundo afirmou aos meios de imprensa Jaime Barrón, presidente da aliança cívico institucional que patrocinou a candidatura de Savina.

As pesquisas de boca-de-urna das televisões dão a vitória a Savina, que supera em 20 pontos seu rival do governista Movimento ao Socialismo (MAS), Walter Valda.

Segundo os canais de televisão "ATB", "PAT" e "UNITEL" o apoio à indígena ronda os 55%, e acredita-se que Valda receba algo menos de 40% dos votos.

Acredita-se que Valda tenha sido o mais votado na área rural da região, embora com um apoio insuficiente para superar a vitória de Savina na cidade de Sucre, a capital do departamento.

A abstenção neste pleito foi de 22,6%, segundo a pesquisa da "ATB", o único canal que, por enquanto, divulgou dados neste sentido.

Savina começou a comemorar sua possível vitória perante milhares de pessoas na Praça de Armas de Sucre, onde pediu ao presidente Evo Morales que atue como um "pai" de todas as regiões e "cuide de todos os seus filhos" em referência aos nove departamentos, dos quais agora sete serão governados por opositores.

Valda declarou à "PAT" que os dados são ainda "preliminares" e que esperará o resultado final e os da "área rural". EFE az/ma

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG