Choques entre Polícia e manifestantes na Caxemira indiana deixam 5 mortos

Nova Délhi, 11 ago (EFE) - Pelo menos 5 pessoas morreram e 200 ficaram feridas hoje quando a Polícia indiana tentou dispersar uma manifestação de milhares de comerciantes muçulmanos da Caxemira que se dirigiam o Paquistão para vender frutas, cansados do bloqueio de estradas sofrido nas últimas semanas de protestos hindus. A estrada entre Srinagar e a capital da Caxemira paquistanesa, Muzaffarabad, foi o epicentro do protesto convocado por várias câmaras de comércio com o apoio dos dois principais partidos separatistas de muçulmanos caxemirianos, na qual participaram até 30 mil pessoas. Na metade do caminho, na localidade de Sopore, forças policiais e paramilitares lançaram gás lacrimogêneo e bateram com cassetetes nos milhares de manifestantes que pretendiam atravessar a fronteira entre a Caxemira indiana e a paquistanesa. Os agentes terminaram abrindo fogo e matando duas pessoas. Outras quatro ficaram feridas, segundo uma fonte policial citada pela agência Ians.

EFE |

A tensão aumentou ainda mais enquanto os manifestantes prosseguiam a passeata em direção à fronteira, o que levou a um novo ataque dos agentes na qual outra pessoa morreu e ficou ferido um dos líderes separatistas, que posteriormente morreu no hospital. EFE amp/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG