Choques entre polícia e manifestantes aumentam na Alemanha

Ativistas querem bloquear transporte de lixo nuclear para depósito em Gorleben; confrontos deixam agentes e manifestantes feridos

EFE |

Confrontos violentos entre policiais e ativistas antinucleares aumentaram neste domingo nas proximidades do depósito nuclear de Gorleben, no norte da Alemanha, enquanto o comboio carregado de resíduos radioativos se aproximava da cidade.

AFP
Polícia enfrenta ativistas que bloquearam a passagem do trem com carga radioativa perto de Harlingen, na Alemanha
Por causa dos choques, vários agentes e manifestantes ficaram feridos nas localidades de Dannenberg e Harlingen, segundo a rede de televisão "n-tv".

Os policiais utilizaram cassetetes e gás lacrimogêneo para conter os manifestantes, que queriam romper o perímetro de segurança e bloquear os trilhos. Os ativistas responderam lançando pedras e coquetéis molotov, e pelo menos um veículo policial foi incendiado.

Segundo os manifestantes, suas ações têm como objetivo atrasar o transporte para denunciar o armazenamento de material radioativo e o uso de energia nuclear na Alemanha.

Os organizadores dos protestos calculam que neste fim de semana conseguiram reunir em Dannenberg, a localidade mais próxima de Gorleben, cerca de 50 mil pessoas. Por sua vez, as forças de segurança mobilizaram pelo menos 16,5 mil agentes para escoltar o trem.

Durante os quase 1 mil quilômetros de seu trajeto por território alemão, o trem foi bloqueado pelos ativistas em pelo menos cinco ocasiões - Kehl, Darmstadt, Morschen, Kassel e Celle -, o que causou um atraso de quase sete horas. Além disso, houve manifestações em outras cidades ao longo do trajeto do comboio.

    Leia tudo sobre: alemanhalixo nuclear

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG