Choques entre muçulmanos matam 8 no Líbano

Pelo menos oito pessoas morreram em um confronto entre muçulmanos alauítas e sunitas no norte do Líbano, que concordaram com um cessar-fogo nesta segunda-feira. O confronto começou na madrugada de domingo nos subúrbios da cidade portuária de Trípoli, de maioria sunita, e continuou nesta segunda apesar de um cessar-fogo intermediado entre simpatizantes sunitas do governo e milicianos de um grupo aliado do Hezbollah.

BBC Brasil |

Várias casas, lojas e carros foram destruídos pelo confronto. Os grupos utilizaram metralhadoras, granadas e morteiros.

Centenas de famílias abandonaram a cidade e fugiram para povoados próximos.

Exército
A trégua entre os dois lados só foi alcançada depois que o Exército libanês interveio e ameaçou usar a força contra os dois lados se eles não concordassem em parar.

Trípoli é governada pela coalizão sunita, ramo do Islã da maioria no Líbano e associado a pessoas de inclinação política anti-Síria. No entanto, a maior parte da população da cidade é formada por muçulmanos alauítas, que dominam a política síria.

No mês passado, o Líbano pôs fim a uma crise política de um ano e meio ao alcançar um acordo entre a coalizão do governo, apoiada pelos governos ocidentais, e a oposição do Hezbollah.

Desde então, episódios de violência como os dos últimos dias rarearam, mas a demora para formar um governo de unidade nacional aumentou os temores de uma nova deterioração na segurança do país.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG