Choques entre grupos rivais deixam três feridos no Líbano

Beirute, 9 jun (EFE).- Enfrentamentos isolados entre partidários da maioria parlamentar libanesa e da oposição, liderada pelo grupo xiita Hisbolá, deixaram pelo menos três feridos em diferentes zonas do Líbano, informaram hoje fontes policiais.

EFE |

Estas são as primeiras vítimas de enfrentamentos entre as facções desde o acordo que pôs fim à crise interna do país, em maio.

No entanto, os choques não cessaram em nenhum momento, apesar de as partes terem acertado, entre outros pontos, a designação do chefe do Exército, Michel Suleiman, para a Presidência do país, que permaneceu vaga durante meses.

Pelo menos duas pessoas ficaram feridas no Vale do Bekaa, segundo as fontes, depois que um problema pessoal nas aldeias de Saadnayel e Taalabaya deu origem a um enfrentamento armado entre partidários do dirigente da maioria parlamentar, o sunita Saad Hariri, e da oposição.

O enfrentamento começou na noite de ontem, e se prolongou até a manhã de hoje, quando membros do Exército e da Polícia foram postados na zona.

No sudeste do Líbano, outra disputa pessoal foi a causa dos distúrbios entre dois grupos rivais, na região de Aley.

Uma mulher ficou ferida durante os enfrentamentos, que foram encerrados após a intervenção das forças policiais.

O Exército deteve diversas pessoas, que estão sendo interrogadas e que passarão em breve à disposição da Justiça. EFE ks/gs

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG