Nova Délhi, 29 mar (EFE).- Pelo menos 15 rebeldes dos Tigres de Libertação da Pátria Tâmil (LTTE) morreram em choques com o Exército no norte do Sri Lanka, onde as tropas assumiram o controle de uma nova faixa de território, informou hoje à Agência Efe o porta-voz militar Udaya Nanayakkara.

Ele explicou que os choques, que causaram "danos menores", ocorreram neste sábado no distrito de Mullaitivu, onde as tropas e a guerrilha se enfrentam diariamente.

Nanayakkara assegurou que as hostilidades continuam e descartou o anúncio do fim da ofensiva, depois que, esta semana, o Conselho de Segurança da ONU pediu aos dois lados para declarar uma "trégua humanitária" que permita a evacuação dos civis.

A ONU calcula que entre 150 mil e 190 mil pessoas permaneçam na zona das hostilidades.

O Governo do Sri Lanka anunciou hoje que enviará um carregamento de 1.200 toneladas de alimentos e remédios para os civis que continuam na zona dos combates, segundo um comunicado. EFE mb/db

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.