Choque de trens na Argentina deixa quatro mortos e 70 feridos

Acidente ocorreu durante o horário de pico em San Miguel, periferia

AFP |

EFE
Acidente deixou 4 mortos
Quatro pessoas morreram e outras 70 ficaram feridas nesta quarta-feira em uma colisão de trens de passageiros ocorrida em pleno horário de pico na localidade de San Miguel, na periferia noroeste de Buenos Aires, informou o governador da província, Daniel Scioli.

"São quatro mortos e 14 feridos graves", revelou Scioli no local do acidente. O chefe dos Bombeiros de San Miguel, Oscar Ferrari, informou que "os que sofreram os maiores problemas foram os vagões intermediários, que entraram um por dentro dos outros e onde estão os mortos. No último vagão estão todos feridos".

Joaquín de la Torre, prefeito de San Miguel, qualificou a situação de "catastrófica" e disse que não se lembrava de um acidente ferroviário em pelo menos duas décadas nesta região. Adrián Tarditti, diretor de Emergências da província de Buenos Aires (centro-leste), disse que "há 31 feridos, 12 deles em estado grave que estão sendo operados ou tendo sua situação analisada".

O acidente ocorreu pouco antes das 20h local (21h de Brasília) quando um trem de longa distância que se dirigia à cidade de Junín (norte) colidiu com outro que havia saído da estação Retiro, que une a Capital Federal com as populosas periferias norte e noroeste.

    Leia tudo sobre: Argentinaacidente

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG