Chipre diz que Turquia só entrará na UE após retirar tropas do país

Nicósia, 5 fev (EFE).- O presidente do Chipre, Dimitris Christofias, ressaltou hoje que a Turquia tem a chave para a adesão à União Europeia (UE), mas que não pode desejar entrar no bloco enquanto mantiver tropas no norte da ilha.

EFE |

Em entrevista em Nicósia, Christofias assegurou que compartilha a mesma visão com o líder turco-cipriota, Mehmet Ali Talat, sobre a reunificação da ilha, e acusou a Turquia de ser o maior obstáculo nesse esforço.

"Com Talat há uma compressão mútua, mas com a Turquia temos um grave desacordo" disse o líder cipriota.

Em março, Christofias e Talat concordaram em iniciar negociações diretas sob o patrocínio da ONU para colocar fim à divisão da ilha há 34 anos, quando o Exército turco ocupou um terço do território do país para criar a República Turca do Norte do Chipre, só reconhecida por Ancara.

Atualmente, a Turquia tem 42 mil soldados no norte da ilha.

No sul, a República do Chipre, de maioria grega, é reconhecida pela comunidade internacional e, desde 2004, é membro da UE. EFE fl/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG