Uma empresa de segurança do México desenvolveu um microchip que permite que vítimas de seqüestro sejam localizadas por satélite. O chip é inserido embaixo da pele com uma injeção.

O serviço custa US$ 4 mil pela colocação do chip e um pagamento anual de US$ 2 mil para mantê-lo ativo.

Segundo os criadores, as vendas aumentaram 13% neste ano, e há planos para que seja exportado para Brasil, Colômbia e Venezuela.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.