Genebra, 7 ago (EFE).- Cerca de cem chineses da etnia uigur se manifestaram hoje em frente à sede europeia da ONU em protesto contra a discriminação e a violência da qual asseguram ser vítimas na China.

Os uigures querem pedir às Nações Unidas que realize uma investigação independente dos distúrbios que há um mês deixaram quase 200 mortos em Urumqi, capital da província chinesa de Xinjiang (noroeste).

Os uigures são um povo de origem turca. Muitos dos que protestaram hoje carregavam bandeiras azuis com a meia lua do Turquestão Oriental, o Estado independente que os uigures querem fundar em Xinjiang. EFE mh/sc

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.