Chineses são libertados de sequestro em Mianmar

Pequim, 23 jan (EFE).- A Polícia da China informou hoje que 19 adolescentes chineses que haviam sido sequestrados e enviados a Mianmar foram libertado, a maioria após suas famílias pagarem resgates entre 20 mil iuanes e 100 mil iuanes (de US$ 3 mil a US$ 14,7 mil).

EFE |

O último a retornar à China foi Qiao Yabiao, de 24 anos, que cruzou a fronteira nesta amanhã, segundo autoridades chinesas citadas pela agência oficial "Xinhua".

A libertação Qiao aconteceu "em coordenação com o Ministério da Segurança Pública", disse Zhou Xin, responsável pelo Escritório de Segurança Pública de Yanhu, na província chinesa de Shanxi, sem revelar se a família tinha pagado o resgate por ele, especificamente.

Os 19 sequestrados foram obrigados a se endividar em apostas em Mianmar, de modo que os sequestradores exigiam aos parentes um resgate para enviá-los de volta à China, segundo os porta-vozes policiais.

Qiao, por exemplo, perdeu 100 mil iuanes (US$ 14,7 mil) em apostas.

Desde agosto, a cidade de Yuncheng, em Shanxi, foi local de numerosos sequestros de adolescentes que foram levados a Mianmar, por uma quadrilha de sequestradores que opera em ambos os países.

A Polícia chinesa informou anteriormente que cerca de 50 adolescentes da cidade haviam sido sequestrados, mas Zhou acredita agora que sejam menos.

As investigações iniciais indicam que pelo menos nove criminosos estão envolvidos no sequestro das vítimas; três suspeitos já foram detidos. EFE mz/jp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG